Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

De Repente Já Nos...40!!!

O Lado B da Vida

De Repente Já Nos...40!!!

O Lado B da Vida

E o Resto Que Se Lixe

Ainda demorei a escrever este post, por falta de tempo, por falta de palavras, por não saber por onde começar.

 

Nasci no ano do 25 de Abril e cresci com todo o ambiente e entusiasmo pós estado novo.

Cresci numa família de esquerda, com um pai que combateu na guerra colonial e com uma mãe (mais tarde militante do partido socialista) que finalmente podiam falar abertamente de política, das atrocidades cometidas pelo anterior governo, pela PIDE, pela censura e do medo de antes não se poderem expressar livremente. E cresci a ouvir relatos do que era o país.

 

Lembro-me de seguir a eleição de Ramalho Eanes à presidência (possivelmente o 2º mandato) com receio, meti na minha cabeça de criança que se o senhor não fosse eleito e ganhasse o candidato de direita, voltaríamos ao terror que se vivia. E a minha mãe a rir e a dizer que as coisas já não seriam novamente assim.

 

Isto para contar que em 1986, com 12 anos vi-me envolvida na campanha eleitoral do Dr. Mário Soares, o Bochechas ou o Marocas como lhe chamávamos. Fartei-me de vender merchandising, canetas, fitas para os pulsos, autocolantes, porta-chaves, crachás, tudo a dizer "Soares é fixe", obviamente. Aquilo era a loucura total.

E quando finalmente Soares ganhou, entrei disparada na Universidade Lusíada (onde passava todos os dias a caminho da escola e que ouvia dizer ser povoada de alunos e professores adeptos de Freitas do Amaral) e num momento de puro entusiasmo gritei a plenos pulmões, do alto dos meus 12 anos: "VIVA O MÁRIO SOARES"  e saí dali a correr, seguida de olhares espantados e bocas abertas.

 

Passados uns meses os meus esforços foram compensados porque passeando numa visita de estudo pelos jardins do Palácio de Belém, o presidente que andava por ali a caminhar e a conversar com alguém, passou por nós, parou para nos cumprimentar e fez-me uma festa na cabeça ( e eu a avaliar que o melhor seria nunca mais lavar a cabeça ).

 

Nas presidenciais de 2006 cumpri o velho sonho de já ter idade para votar nele mas não voltei a comemorar a vitória.

 

Como todos os grandes que não podem agradar a todos e que como qualquer ser humano que faz escolhas acertadas e outras menos, nos últimos tempos o senhor parece que foi passando de bestial a besta. Culpado de Portugal ter entrado na CEE levando à crise dos últimos anos, culpado de afinal ter interesses na exploração dos países africanos e de desviar fundos com a sua instituição, entre outras acusações.

 

Isto porque em 42 anos, na minha modesta opinião, este país deixou de ter espírito revolucionário, deixou de ter espíritos apaixonados e passou a ser um país de acomodados, onde prolifera a má-língua.

Uma nação na qual as pessoas falam, falam, refilam, apontam o dedo e põem as culpas nos outros, porque é mais fácil criticar os outros dizendo que a culpa não é nossa do que arregaçar as mangas. Gente que critica mas não dá soluções e sobretudo já não tem tomates para criar uma verdadeira mudança.

Passa-se de governo PS para PSD e vice-versa e a grande forma de protesto é não se darem ao trabalho de sair de casa em dia de eleições, porque a abstenção está na moda. Mas abstençáo não é protesto, é comodidade. É preguiça de ir às urnas nem que seja para votar em branco.

 

Isto é conversa de quem levou uma lavagem cerebral de pais de esquerda? Não.

Nestes 24 anos em que exerço o meu direito de voto, já votei esquerda, já votei direita, já votei mais ao centro, já votei em branco, consoante o que acho mais correto nos programas eleitorais. E já finalizei uma licenciatura de História escolhendo como mentor de tese um ex-membro da PIDE.

 

Porque estes homens e mulheres, anónimos, ideologistas, políticos, capitães de Abril, aqueles que foram presos, torturados, exilados sem saber se podiam voltar ou mesmo mortos, aquilo que nos deram foi esta liberdade de escolher, de falar, de dizer e maldizer.

 

Por isso quanto a mim, declaro que ainda hoje acho...

 

"Soares é fixe e o resto que se lixe".

 

E se estão chateados façam como ele e lutem pelos vossos ideais apaixonadamente.

 

Resultado de imagem para "soares e fixe"

 

 

12 comentários

Comentar post