Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

De Repente Já Nos...40!!!

O Lado B da Vida

De Repente Já Nos...40!!!

O Lado B da Vida

E Finalmente Fez-se Luz (24 dias para o Natal)

Depois de ter sabido, através de um blog destacado aqui no Sapo, que hoje iam finalmente ligar as luzes de Natal em Lisboa, aproveitei ter ido à cidade e fui ver as iluminações.

 

 

IMG_2631.JPG

 A Árvore que está no Rossio

 

IMG_2637.JPG

 A Rua dos Fanqueiros

 

IMG_2639.JPG

 A Rua da Prata

 

IMG_2643.JPG

 A Rua Augusta

 

IMG_2644.JPG

A Rua do Ouro

 

IMG_2645.JPG

 O Chiado

 

IMG_2544.JPG

A árvore dos Armazéns do Chiado

 

Pelo meu lado já se torna tradição por esta altura ir beber um chocolate quente com avelãs ao Starbucks

 

IMG_2630.JPG

 

E ir comprar uma fatia do melhor bolo-rei de Lisboa (pelo menos para mim) à Confeitaria Nacional

 

IMG_2640.JPG

 

 

Desafio 52 semanas - 22ª semana

No meu frigorífico tem de haver...MIAM!!!

 

frigorifico.png

Isto de seguir uma alimentação uma pouco alternativa deixa-me pouca coisa dentro do frigorífico. Mas tem de haver sempre:

 

1 - Legumes variados e fresco, de preferência biológicos ou de pequenos produtores.

 

2 - Mostarda. Adoro mostarda e é sempre um "mais" para vários temperos.

 

3 - Ovos. Ás vezes passam-se semanas sem que lhes toque mas goste de ter para uma refeição rápida ou algum bolo.

O Guarda-Costas "Pseudo" Sexy da Adele

Desde ontem que andam a passar-me pelos olhos títulos do género: "O Guarda-costas sexy de Adele que está a dar que falar". 

 

Ora como eu gosto de lavar as vistas com "coisas" sexys tive que ir ver as imagens e deparei-me com isto,

 

segurança.jpg

 

 

peter.jpg

A única coisa que me veio à mente, foi...MEDO, muito medo.

Desculpem lá o meu preconceito porque o senhor até pode ser muito boa pessoas e de certeza que algumas vão querer perguntar-me "mostra lá o teu caixote do lixo".

 

A seguir fui ler a minha querida Aventureira que destacou o meu blog, como blog do mês (muitos beijinhos de agradecimento para ela). E como ela escreveu, este é um blog "sob os olhos de uma mulher de 40 anos" e realmente a minha mente de 40 já não consegue achar homens assim sexy.

 

Para mim sexy é ter aquele "je ne sais quoi", não é parecer uma montanha de batidos energéticos de esteroides.

 

P.S. A Adele ficou de fora, este senhor anteriormente já tinha sido guarda-costa da Gaga.

Desafio 52 semanas - 21ª semana

Os meus piores defeitos

 

fofocar_faz_bem__1__2012-06-12104029.jpg

 

1 - Como disse na semana anterior sou muito compreensiva e isto acho que acaba por ser um defeito porque as pessoas dão-me como um "dado adquirido" ou então tomam-me como tonta porque finjo não ver.

 

2 - Em consequência não consigo confrontar as pessoas directamente mas acabo por desabafar com terceiros e acabo com pesos na consciência por me considerar má língua.

 

3 - Em relação à minha vida entrei numa fase "grande" de procrastinação.

 

4 - E como já me entusiasmei com muita coisa que não foi a lado nenhum, ando a desistir com facilidade.

 

 

Porque Voltei

Vergonha , digo que me vou embora e volto ao fim de 15 dias.

E eu que embirrei com dois bloggers que andaram aí uns dias a fazer ameaças que se iam embora, tipo birrinha, fiz quase o mesmo . Mas eles foram mesmo embora.

 

Mas acho que desta vez não estava certa que ia mesmo terminar. No primeiro blog que tive durante uns anos nos primórdios do blogger, quando resolvi acabar com o dito, o blog ficou logo off-line mas aqui resolvi deixar em banho-Maria, acho que o meu coração estava mesmo com pena de ir deixar este cantinho e ainda por cima antes do Natal.

 

Entretanto fiz um workshop onde a minha vida ficou um pouco mais clara e achei que o blog teria que fazer mesmo parte dela e que faz todo o sentido.

 

Não estarei tão presente, sei que o usava muito para  procrastinar, mas não quero desistir dele, já desisti de coisas a mais na minha vida.

 

E claro porque vos adoro, a vocês que aqui vêm e aos vossos blogs que têm um cantinho muito especial no meu coração. E porque também fico triste quando alguém de quem gosto se vai embora.

 

 

 

 

Teremos Sempre Paris

1992 - 2015

 

23 anos se passaram. Tínhamos desprendidamente pedido amizade aos poucos que encontramos no Facebook. Uns gostos de vez enquanto e nada mais.

 

Hoje uma foto. O nosso liceu. E começam os comentários...

 

"Já agora sabem alguma coisa da...?", "Não. E do....sabem alguma coisa do...?", "Também não.", "Com quem é que ainda mantêm contacto? Vamos tentar encontrar os outros?".

 

Não sei se foi de termos visto o que aconteceu na cidade que foi nossa por uns anos mas de repente voltamos todos a falar.

 

É assim, naquela cidade de vez enquanto ficávamos com o coração nas mãos. 

 

As galerias Lafayette relembravam através de um memorial um atentado terrorista ocorrido poucos anos antes.

 

Apanhamos a guerra do Golfo. Lembro-me de estarmos nas aulas um pouco aterrorizados, ninguém sabia se a França iria participar e se por isso estávamos em guerra ou não. Os supermercados ficaram vazios de comida enlatada e embalada, ninguém sabia o que iria acontecer por isso as pessoas levaram o que conseguiram apanhar para terem provisões em casa. A imagem de prateleiras vazias ficou para sempre na minha memória.

Uma universidade perto do nosso liceu onde por vezes entravamos à socapa para almoçar e para observarmos os belos universitários teve uma ameaça de bomba, passou a estar sobre vigilância fechada, nunca mais tivemos direito de lá ir. 

Um dia estávamos numa animada conversa no pátio interno na escola quando nos mandaram uma lata de gás lacrimogéneo.

 

A nossa turma era composta por portugueses, brasileiros, franceses, árabes, libaneses. Tínhamos por hábito sempre que alguém fazia anos juntar algum dinehiro para oferecer uma prenda em conjunto.

 

Aquela diversidade encantava-me, em Portugal na altura basicamente éramos todos portugueses ou das antigas colónias. Nunca tinha visto tanta etnia junta. 

 

A uns metros da minha casa ficava a comunidade chinesa, adorávamos ir às compras aqueles curiosos supermercados. Árabes, argelinos, indianos, judeus, etc, enchiam as ruas de vestimentas e modos diferentes.

 

Comemos pela primeira vez em restaurantes chineses, comemos os primeiros brigadeiros, as primeiras shoarmas, enormes, servidas em baguettes (achávamos a opção pita demasiado pequena para o nosso apetite) e acompanhadas de montanhas de batatas-fritas, a primeira baklava, a primeira moussaka e na casa de um amigo português casado com uma argelina comemos o nosso primeiro couscous, com borrego e o delicioso merguez. E claro montes de queijo e forêt noires.

 

Não estou a dizer nada coerente, mas Paris é mesmo assim, diversidade de etnias, de sabores, de culturas, igualdade, fraternidade, liberdade. Infelizmente há sempre quem queira destruir o que é belo mas a alegria que Paris nos deu está sempre intacta nos nossos corações.

paris.jpg

 

 

 

 

Pág. 1/2