Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

De Repente Já Nos...40!!!

O Lado B da Vida

De Repente Já Nos...40!!!

O Lado B da Vida

Noite das Bruxas e Dia Dos Mortos

Já sabem que por aqui todas as ocasiões são boas para festejar e comer chocolates.

 

Por isso uma Feliz Noite das Bruxas a todos. Principalmente às minhas companheiras mulheres dado que isto das bruxas é para relembrar todo o poder de criação e transformação que existe dentro de nós.

 

E como estamos também em período de festejar a morte, aproveitem para deixar para trás tudo aquilo que já não querem para haver espaço para o novo entrar.

 

Não se esqueçam que no nosso sangue ainda corre o dos nossos antepassados celta-iberos, por isso deixem lá as desculpas que isto é uma moda americana porque não é. É bem europeia.

 

E se olharem para o céu esta noite é possível que me vejam mais os meus gatos a passar assim (vamos é ter que pintar o Indy)

 

bruxa.jpg

 

Respostas Que Oiço

Outra das coisas que me irrita um bocadinho assim, quero dizer assim, são as pessoas que estacionam em cima do passeio. 

 

E hoje pela primeira vez consegui apanhar uma a jeito. Vinha eu no passeio quando de repente me mandam com uma carrinha para cima. A porta abriu logo e eu aproveitei para dizer:

 

- Desculpe (que também se usa) mas vocês não deviam fazer isto. Vão para cima do passeio e eu é que vou para a estrada.

 

Resposta:

 

- Então e depois?

(e passados uns segundos quando eu já ia longe dado não ter ficado ali parada para arranjar confusão)

Se calhar é gorda e não consegue passar.

 

E é assim a mentalidade dos dias de hoje.

 

Então e depois? Sei lá, depois se calhar os passeios são para as pessoas. No meu tempo era assim.

 

carro.jpg

Foto tirada aleatoriamente da net.

Coisas Que Deixam Uma Quarentona Feliz

Saber que a nova Bond Girl é uma cinquentona.

 

Do alto dos seus 51 anos, a senhora Belluci é a mais velha Bond Girl de todos os tempos.

 

Go Girl...

 

belucci-e1422552392163.jpg

Daqui a 10 anos também quero estar assim, continuando com a boa alimentação e muita dança (escreve ela enquanto tem a boca cheia de chocolate).

 

Mas já agora deixo aqui o segredo da própria:  "O meu conselho é: comer bem, beber bem, ter bom sexo e rir muito. O resto vem tudo por conta própria".

Desafio 52 semanas - 17ª Semana

Personagens cuja vida eu gostaria de viver por um dia: (filmes, livros, séries, etc).

 

Vianne Rocher do livro Chocolate - Adorava saber fazer chocolates como ela e ter aquela magia.

 

vianne-rocher-chocolat.jpg

 

 

Ser uma qualquer personagem da série de livros Harry Potter - Só para conhecer todo aquele universo mágico

 

hogwarts.jpg

 

Elizabeth Bennet do livro Orgulho e Preconceito - só para "tirar uma casquinha" do Mr Darcy

 

elisabeth.jpg

 

Ser uma Sacerdotisa das Brumas de Avalon - Conhecer o "universo" de Avalon devia ser espetacular

 

avalon.jpg

 

 Ser uma das bailarinas da série Fame - Baby look at me...

 

fame.jpg

 

Ouve esta música

Sim...mais um desafio e desta vez pela sempre (ou pelo menos a maior parte das vezes) bem disposta Simples e Nice

 

musica.jpeg

1- Qual é a música que descreve melhor o teu estado de espírito? Porquê?
Sei dúvida um hino Gay , não que eu seja gay mas sou mesmo assim, sou o que sou e quem não gosta que se mude. I Am What I Am de Gloria Gaynor


2- Preferes pop ou rock?
Posso escolher pop-rock ?! (só para chatear) mas sou mais rock do que pop.


3- Que música te faz lembrar o amor?
I Love You Baby, segundo a net isto também foi cantado pela Gloria Gaynor, começo a ver aqui um padrão , mas eu também sempre disse que se fosse homem era gay.

Sabem que música é esta? É aquela que dá vontade de cantar aos berros e depois tem trompete ou algo parecido lá pelo meio.


4- Que música te faz dançar?
Dancing With Myself de Billy Idol?! Sempre tive uma embirração de estimação por este senhor mas depois de ter conhecido esta música através da série Glee, não há duvida que não se pode estar quieto a ouvir esta música.


5- Responder às perguntas de quem te nomeou:

 

Qual o melhor concerto que já foste? E porquê?

Oh porra! Não sei . Vêm-me vários à cabeça por diversas razões mas se calhar escolho o primeiro concerto dos Pearl Jam em Portugal no Pavilhão Dramático de Cascais. 

 

Se só pudesses ouvir música portuguesa e de apenas 3 artistas/bandas, quais escolhias?

Xutos & Pontapés

The Gift

Jorge Palma

 

 

6- Faz 2 questões:

- Cantor e grupo português favoritos

- Qual a tua opinião sobre espectáculos musicais? Se for positiva diz-me a tua canção musical preferida.

 

E os nomeados são:

 

Aventureira

Marta

Sou Mais Eu

M*

Alexandra

Varufakis

A Nossa Vida

 

 

 

Leituras Para a Véspera dos Finados

Não sendo eu uma grande adepta do género "terror", não deixo de ter alguns simpatia pelo tema e acho que esta época do ano é propícia a alguns arrepios na espinha.

 

Os Clássicos 

 

Da época romântico-gótica (Século XIX), chegam-nos os grandes clássicos do terror.

 

Depois de me ter apaixonado primeiro pelo filme, confesso que um dos meus livros preferidos é o Drácula de Bram Stocker.

 

dracula.jpg

"Uma verdadeira obra-prima, Drácula transcendeu gerações, linguagem e cultura para tornar-se um dos romances mais populares alguma vez escritos. É por excelência uma história de suspense e horror, que ostenta um dos personagens mais terríveis que já nasceram na literatura: o conde Drácula, um espectro trágico e noturno que se alimenta do sangue dos vivos, e cujas paixões diabólicas depredam os inocentes, os desamparados, e os belos."

  

Outro dos grandes clássicos que fazem parte da minha biblioteca é o Frankenstein de Mary Shelley

 

frankenstein.jpg

A história de um Jovem médico cuja obsessão com a morte, leva-o a criar a vida. Mas sua "criatura", feita a partir de corpos de condenados e o cérebro de um brilhante cientista é um cruel arremedo de ser humano. Quando a criatura percebe que nunca será aceita pelos homens, ela quer se vingar do Dr. Frankenstein e sua família.

 

 

the raven.jpg

Mais do que ter ficado famoso por um livro, Edgar Allan Poe, é o grande mestre da literatura gótica. A sua vida também foi assombrada pela morte dos seus entes mais queridos, a sua mãe faleceu na sua infância em consequência do parto da sua irmã mais nova e a sua mulher e prima morreu de tuberculosa, o que o levaria ao consumo excessivo de álcool e consequente morte. 

Biógrafos e críticos costumam sugerir que o tema de "morte de mulheres bonitas" que aparece frequentemente em suas obras decorre da perda de mulheres ao longo de sua vida.

Seus temas mais recorrentes lidam com questões da morte, incluindo sinais físicos dela, os efeitos da decomposição, interesses por pessoas enterradas vivas, a reanimação dos mortos e o luto.

 

 

Os Modernos

 

Um dos grande mestre do "terror moderno" é Stephan King. Embora nunca tenha lido nada deste autor, sendo o meu irmão um aficionado deste género, enquanto morei em casa dos meus pais vi todos os filmes baseados na obra deste escritor.

A_coisa.jpg

,

"Durante as férias escolares de 1958, em Derry, pacata cidadezinha do Maine, Bill, Richie, Stan, Mike, Eddie, Ben e Beverly aprenderam o real sentido da amizade, do amor, da confiança e... do medo. 

O mais profundo e tenebroso medo. Naquele verão, eles enfrentaram pela primeira vez a Coisa, um ser sobrenatural e maligno que deixou terríveis marcas de sangue em Derry.Quase trinta anos depois, os amigos voltam a se encontrar. Uma nova onda de terror tomou a pequena cidade. Mike Hanlon, o único que permanece em Derry, dá o sinal. Precisam unir forças novamente. A Coisa volta a atacar e eles devem cumprir a promessa selada com sangue que fizeram quando crianças. Só eles têm a chave do enigma. Só eles sabem o que se esconde nas entranhas de Derry." 

 

A Possível Realidade

 

Confesso que desde sempre fui atraida pelo lado fantástico da vida real. Com um misto de curiosidade e medo, não acredito nas bruxas mas que as há, há, sempre gostei de ler sobre pseudo-fenómenos reais.

 

Nos últimos anos, uma jornalista portuguesa, Vanessa Fidalgo tem feito um levantamento sobre  acontecimentos paranormais em Portugal que já deram origem a três livros.

 

Deixo aqui dois como sugestão.

portugalassombrado.jpg

 

Hoje o Palácio Beau Séjour é ocupado pelo Gabinete de Estudos Olisiponenses, da Câmara Municipal, de Lisboa, mas noutros tempos foi a residência do Barão da Glória, que ainda hoje por lá anda a arrastar grossos volumes de livros e caixotes de documentos, para desespero dos funcionários, que, dias depois, voltam a encontrá-los no exato local onde haviam procurado. O Barão também é culpado, acusam, pelo tilintar da chávenas em cima das mesas e pelo soar das campainhas da Quinta de São Domingos de Benfica. 
Falar de fantasmas, casas assombradas e mistérios difíceis de explicar não é tarefa fácil. Há quem fique com pele de galinha, outros não deixam de esboçar um sorriso trocista.

 

 

assombraçõesportugal.JPG 

 

"Em 2003, os atores interromperam espavoridos as gravações da telenovela O Teu Olhar. Estavam a ser atacados por forças sobrenaturais no castelo de Montemor-o-Velho. A 10 de outubro de 1982 um estranho fenómeno deixou a caseira da Quinta da Penha Verde, em Sintra, a tremer que nem varas verdes; uma verdadeira chuva de pedras caiu sobre a misteriosa quinta... Ainda hoje o Aqueduto das Águas Livres causa arrepios quando se pensa no que aconteceu há 150 anos atrás, altura em que Diogo Alves por lá andava a matar as suas vítimas. Depois do sucesso de Histórias de um Portugal Assombrado, em 4.ª edição, a jornalista Vanessa Fidalgo leva-nos a 101 lugares em Portugal onde é impossível não ficar arrepiado….Um mapa do medo, que percorre ruas, casas e paisagens, contando histórias dos lugares onde passamos todos os dias, mas que estão marcados por acontecimentos terríveis, sejam eles crimes, manifestações do sobrenatural ou simplesmente o fantástico e maravilhoso lendário popular onde não faltam bruxas, fantasmas e aparições. O medo, dizem, é o maior inimigo do homem…"

 

 

  Os 50 Livros Mais Assustadores De Todos Os Tempos

Desafio de Halloween

E dado que estamos a 1 semana do acontecimento apetece-me desafiar o vosso lado negro.

 

Vamos lá a isto, by Ana

 

Desafio de Halloween 

 

hall.jpg

 1 - Se fosses uma personagem literária ou cinematográfica de terror qual serias?

Sem dúvida seria uma "Conde(ssa) Drácula". Assassina sim, mas com estilo.

 

2- E um vilão real?

Bonnie Parker, a assaltante que fez história e deu origem a um filme juntamente com o seu namorado Clyde Barrow.

 

3 - Caso fosses um serial killer como irias atrair e matar as tuas vítimas?

Seria a namorada perfeita, com uma casa isolada no meio do campo e cozinhados fabulosos (mas envenenados ). 

 

4 - E que animal te acompanharia?

Aqui não muda nada. Um gato preto,sempre.

 

5 - Se tivesses que te fantasiar de modo a espelhar o teu lado negro como sairias vestido nesta noite?

Uma gangster no feminino ao estilo de Bonnie Parker. Elegante por fora mas mazinha por dentro.

 

6- Se tivesses um picador de gelo à mão, não tivesses consciência, nem fosses preso pelo crime, quem é que farias em picadinho?

Aquele que me partiu o coração.

 

7- Agora, faz uma pergunta macabra (responde à que aqui estiver e substitui) e passa a outro e não ao mesmo.

 

Se não fizeres e passares este desafio nos próximos 13 anos, tens 7 segundos de azar. Ah! Ah! Ah!

 

E só para chatear escolhe 13 vitimas (ou só uma como preferires).

 

A Senhora do Gatinho

Aventureira

Alexandra

Andy Bloig

Aprendiz

Dessarumada

Fatia Mor

M*

Marrocos e o Destino

Marta

Nice

Sou Mais Eu

 

O 13º ( e isto foi por ordem alfabética)

 

Varufakis

 

 

 

Desafio Nunca Farei (ou talvez até faça)

desafio.png

 Varufakis, lui même e a querida Rute desafiaram a pessoa errada para este desafio. Dado que a vida já me fez ver que não devemos dizer "desta água não beberei".

 

Vou então responder em modo "10 coisas que nunca farei na puta da vida, até a puta me provar que estava errada"

 

1 - Obviamente que nunca farei nada que possa prejudicar terceiros, pessoas, animais ou plantas.

 

2 - Ter uma relação que meta sado-masoquismo pelo meio, sou peace and love em todos os campos da minha vida. E também acho que dois é bom e três já é demais.

 

3 -  Participar num Reality show.

 

4 - Envolver-me sexualmente com uma mulher.

 

5 - Andar numa montanha russa (tenho sempre a sensação que aquilo vai sair dali disparado por um parafuso estar mal atarrachado).

 

De resto andei a dar uma volta pelas respostas a ver se me inspirava e nada.

 

Adorava atirar-me de paraquedas (só tenho medo que me dê um ataque cardiaco no segundo em que me atire), confesso que adorava posar núa para uma revista, gostava de fazer uma sessão de nú artístico mas duvido que alguma revista me quisesse. Acho que não gostava de comer insectos mas sou tão gastrónoma e gosto de provar que sou corajosa que à última da hora provava só por curiosidade ou para não dizer que não conseguia. Só ainda não fiz tatuagens e piercings porque ainda não me deu verdadeiramente para isso.

 

E como sou do contra não vou nomear 10 até pelo que vejo, atrasei-me tanto a responder que já todos fizeram o chulo deste desafio.

 

Mãe - se ela estiver com paciência para responder a estes desafios.

Sou Mais Eu

Andy Bloig

 

 

Trabalho, Amor, Sexo, Vinho, Homossexuais e Heterossexuais

Ontem reparei que as conversas que tenho com mulheres nunca abordam temas como roupa, sapatos, acessórios, compras ou seja, moda em geral.

 

Com a maior parte das minhas amigas começamos normalmente por falar de questões de trabalho, a falta dele, a esperança em novos projectos ou desabafos pelo ambiente em que se trabalha. Depois quando a conversa vai evoluindo passa inevitavelmente para o tema dos relacionamentos e aqui é igual ao trabalho, a falta de relacionamentos, os amores em vista e os desamores presentes.

 

Com uma amiga em especial somos capazes de passar horas a discutir vinhos.

 

Quando vou ao cabeleireiro muitas vezes a conversa vai parar ao sexo puro e duro. Ainda na minha última visita esta baseou-se em quais os velhotes da vizinhança andavam a viagra, quais as mulheres que chegavam lá todas doridas em consequência do viagra tomado pelos maridos, o grau de satisfação sexual das presentes e formatos dos órgãos masculinos.

 

Acho que só nos falta falar de futebol para assumir que afinal as mulheres quando estão sozinhas acabam por só ter conversas que normalmente são mais associadas ao universo masculino.

 

E o que têm os homossexuais e os heterossexuais a ver com a esta conversa? Nada porque é outro tema, ou talvez não.

A verdade é que, e peço já desculpa se alguém ficar sensibilizado pelo tema, estou um pouco farta de tentar ser "convertida" pelos meus amigos homossexuais.

É que às vezes, tenho mesmo a sensação que me querem converter.

 

Ora vejamos, muitas vezes no meio de conversas normais começam a "puxar a brasa à sua sardinha", eu explico.

 

No outro dia uma amiga minha (lésbica) chegou ao pé de mim com a conversa que se estava a passar com uma colega (que até considerava uma pessoa inteligente e letrada) porque ela não ponderava sequer experimentar uma relação homossexual.

 

Ora, claro que levou logo com a resposta que eu também não pondero e que ela não tem nada que criticar a colega por isso. 

 

Uns tempos mais tarde veio-me com a conversa que sexualmente a mulher só consegue ter prazer real numa relação com outra mulher, porque considera que na relação homem-mulher há sempre uma invasão do homem em relação à mulher.

Da maneira que ela falava dava-me quase a entender que, na ideia dela, sempre que se dá a penetração é como se houvesse uma violação.

 

Depois de lhe ter perguntado se ela ao ter uma banana na mão e a levar à boca para comer se a vitima é ela ou a banana, pedi-lhe para a conversa ficar por ali. 

 

A sério. Juro que por vezes perco a paciência. Se eu nunca imponho uma relação heterossexual como sendo a "certa", nem sequer puxo conversa para esses lados porque raio vêm marrar comigo? É que esta sensação que me querem converter, não é só de agora e não foi só com uma pessoa.

Que haja tolerância pelos dois lados. Confesso que me irrita solenemente ter que me justificar sexualmente.

Daqui a pouco passo a andar como uma t-shirt a dizer "orgulho hetero".

 

E sim, com mais este exemplo podem ver que as mulheres também passam a vida a falar de sexo umas com as outras.

 

sex-talks.png

 

 

 

 

Pág. 1/2