Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

De Repente Já Nos...40!!!

O Lado B da Vida

De Repente Já Nos...40!!!

O Lado B da Vida

Todas as Questões Têm Dois Pontos de Vista

Na terça ao olhar-me ao espelho tive a sensação de estar mais gorda.

Na quarta de manhã pesei-me e confirmei que tinha mais um quilo.

 

Primeiro Ponto de Vista: Pensei "Ou não. Estou mesmo a ficar gorda. Não pode ser. Ahhhhhh" (Desespero total feminino).

 

Segundo Ponto de Vista (passados uns minutos): Comecei a relembrar as incursões gastronómicas do meu fim-de-semana, sorri deliciada e pensei "Mas foi mais um quilo de puro prazer".

 

 

 

 

 

Lisboa? Espanha? Humm...Portugal

Conversa via telefone com um candidato (europeu) que quer trabalhar na empresa onde trabalho.

 

Eu: Então o que é que o motiva a vir trabalhar com a nossa empresa aqui em Lisboa?

 

Candidato: Sempre desejei trabalhar numa grande empresa espanhola.

 

Eu: Mas sabe que a empresa não é espanhola, é originária do seu país, é uma empresa francesa.

 

Candidato: Pois, mas vou trabalhar em Lisboa.

 

Eu: Lisboa fica em Portugal, não estamos em Espanha

 

Candidato: Hummm...

 

A sério?! Ainda existem europeus licenciados a fazer este erro?

 

Três livros e uma ilha deserta?

Para começar não me ia por a ler. Primeiro ia aproveitar para explorar a ilha, tomar uns banhos de mar, ver o que poderia ser comestivel. 

 

Para os momentos de lazer não iria levar nenhum livro que já tivesse lido, se já estivesse farta de andar às volta pelas ilha, reler um livro do qual já soubesse o final seria igualmente irritante.

 

Por isso as minhas escolhas seriam:

 

Um Manual de Culinária porque ler livros de cozinha é sempre algo que me alegra a alma e sempre podia aproveitar o tempo livre para praticar técnicas de corte nos frutos que fosse encontrando.

 

Depois um manual de sobrevivência do Gear Bear. Para tentar sobreviver, obviamente.

 

E por fim um romance acabado de sair, que me cativasse e distraisse...de preferência um 4º volume da actual triologia do Chocolate da Joanne Harris.

 

Born Survivor Bear Grylls

 

 

P.S. Ok mas se o jogo era para falar de livros preferidos, assim que ponderasse reler, os que me vêm à mente são o "Monte dos Vendavais" da Emily Brontë, a "Dama das Camélias" do Alexandre Dumas e possivelmente uma peça de Shakespeare, talvez a "Tempestade" pelo enquadramento.

 

Bang Bang - Os Sentimentos Estão Mortos

Sabemos que estamos realmente livres quando nos deparamos com fantasmas do passado no meio da multidão, vamos a correr falar das nossas visões aos confidentes do costume mas quando abrimos a boca sentimos que já não há nada para contar. Já não existe nada cá dentro. E o assunto morre por ali como os nossos sentimentos finalmente inexistentes.

 

E já agora aqui fica uma das melhores coreografias de sempre do "So You Think You Can Dance"

 

Segunda-Feira - Yéééé

Não costumo sofrer do síndrome das segundas-feiras mas hoje...

 

acordei naquela de preguiçar. Tinha tudo arrumado, a roupa escolhida e pronta a ser vestida. O almoço pronto para levar.

 

Era só levantar, arranjar-me e tomar o pequeno-almoço.

 

Foi quando entrei na cozinha e reparei que dos 60 litros do aquário das tartarugas, 20 já estavam espalhados pelo chão. Brilhante.

 

As tartarugas estavam espantadas a pensar porque raio não conseguiam subir para a plataforma onde apanham sol normalmente.

 

Mexi um bocado o aquário para tentar perceber o que se estava a passar e ai sim aquilo começou a deitar água como se não houvesse amanhã.

 

Toca a tentar tirar a água de dentro aquário o mais rápido possível enquanto o resto ia escorrendo para o chão.

 

Enquanto limpava e pensava que tinha que enviar um sms a uma amiga a dizer que a ida ao concerto de logo estava cancelada porque tinha que chegar cedo para resolver a questão tartarugas, essa mesma amiga enviava um sms de outro número a dizer que tinha perdido o telemóvel e contraído varicela (alguém com uma segunda-feira pior do que a minha).

 

Quando finalmente saí de casa a correr e entrei no autocarro estava lá um jornal que destacava em primeira página que o Ian Thorpe tinha-se assumido como Gay.

 

E lá iam também por água abaixo as minhas esperanças acalentadas desde as Olimpíadas de 2004 de me casar com ele (Sim, uma quarentona também pode ter fantasias parvas).

 

Mas depois do choque inicial lá fiquei feliz do mocinho ter posto as ideias em ordem já que andava bastante malzinho nos últimos anos.

 

Mas pronto. O resto do dia tem estado calminho. Lagarto, lagarto, lagarto.

 

 

 

As maravilhas dos transportes publicos

O facto de andar de transportes públicos faz com que se oiçam histórias e se passem por situações hilariantes, caso se tenha sentido de humor.

 

Hoje de manhã num autocarro completamente a abarrotar ouviu-se um barulho estranho. Quando olhamos em volta era uma criança que tinha vomitado, em velocidade jacto, para as costas da rapariga que ia de pé à frente dela.

A sério que fiquei com pena da dita moça que teve o sangue frio de se manter impávida e serena enquanto era socorrida pela mãe da criança que a tentava limpar com toalhetes. 

 

A cena mais bizarra que me aconteceu até hoje foi ter dado uma moeda a uma pedinte que assim que a recebeu começou a olhar para mim de olhos esbugalhados enquanto lambia a moeda lentamente.

 

Entre tantas situações que já esqueci há também a da "maluquinha" (passo a expressão) aqui da zona, que faz duas de mim, que numa noite em que eu estava sozinha e sossegada num banco da estação de comboios à espera de alguém, olha para mim e começa aos gritos a dizer que me ia bater.

A minha salvação foi aparecer um segurança, vindo não sei de onde, que a acalmou.

 

Já para não falar no inverno passado. Num dia super chuvoso, o meu pai à pressa emprestou-me um chapéu de chuva com o dobro do tamanho dos habituais que abria mas não fechava. Só descobri esta característica quando o comboio estava a chegar. Resultado tive que entrar no comboio com o chapéu aberto.e tive que andar à luta com ele para o fechar.

Quando finalmente o fechei sentei-me mas resolvi outra vez levantar-me e abrir o chapéu para treinar o fecho porque ainda teria de apanhar um autocarro. Mas depois de mais uns minutos de luta, o chapéu acabou por se partir em três. Não contente com isto, assim que saí do comboio escorreguei, caí de frente e fui a fazer slide na água da chuva que inundava o chão. 

 

A malta que viu não sabia se havia de rir ou de me ajudar. Primeiro viram-me a lutar duas vezes com um chapéu até o partir e depois atirei-me para o chão.

Mas foi lindo. Adorei a sensação de fazer slide.

 

 

 

 

 

 

Lisboa Grátis - Festival ao Largo

Desde o dia 27 de Junho e até ao próximo dia 27 de Julho, o Largo de São Carlos vai ser palco de diferentes concertos e bailados.

 

Podem ver toda a programação na seguinte página.

 

http://www.festivalaolargo.pt/tag/programacao/

 

O meu destaque vai para:

French Swing Café - No dia da Tomada da Bastilha

 

 

Companhia Nacional de Bailado - 25/26/27 de Julho

 

 

Qué isso cara!!!

Logo hoje que resolvi ser apoiante do Brasil com uma caipirinha na mão e companhia de uma amiga canarinha é essa desgraça?

 

Pô cara. Não vale não. 

 

Só queria ver Portugal a ser vingado.

 

Cheguei a pensar que a caipirinha estava estragada. 

 

Pág. 1/2