Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

De Repente Já Nos...40!!!

Edição Natalícia

De Repente Já Nos...40!!!

Edição Natalícia

Eu, o Avô e o Presépio -18 Dias para a Véspera de Natal

Todos os anos ajudava o meu avô a fazer o presépio, era ele o responsável pelas decorações de Natal.

 

Normalmente a árvore era só ele que fazia e todos os anos acabava invariavelmente com uma discussão entre ele e a minha avó. O meu avô praticamente não abria os ramos da árvore de Natal, ficava assim fechada quase como se fosse um cipreste em vez de um pinheiro e a minha avó embirrava com aquilo. Confesso que eu também não percebia aquela escolha estética mas optava por não tomar partido.

 

Mas o presépio fazíamos em conjunto, um presépio tradicional português com as figuras em barro. A sagrada família, o burro, a vaca, as ovelhas, o pastor, os reis magos, o moinho, os moleiros e o burro, o lago e os cisnes, o castelo e o seu guarda, as casinhas, o padeiro e mais um rol de ofícios e visitantes do menino. Dezenas de figuras espalhadas sobre serradura verde e rodeadas de luzes a piscar.

 

E ele tão calmo, a fazer tudo com tempo enquanto assobiava.

 

Todos os anos este era um dos meus dias preferidos mas todos os anos tinha medo que fosse o último, na minha cabeça de criança os avós eram velhinhos e sabia que um dia iriam partir.

 

Mas não houve propriamente um último ano. Um dia o meu avô resolveu deitar-se e nunca mais se levantar e assim ficou por seis anos. A partir daí todos os anos era eu que montava uma mini-árvore e um mini-presépio que lhe ofereci, no móvel ao lado da cama dele. Não podia desistir de decorar o nosso Natal que também passou a ser naquela sala, onde toda a família se reunia em seu redor. E ele ficava feliz, tão feliz.

 

Há dois anos pedi as figuras do presépio à minha avó para juntar às minhas. Estavam há mais de dez anos fechadas numa caixa. 

 

E hoje em dia mesmo tendo ele partido em 2008, no dia 8 de Dezembro sinto que ele está sempre ali a fazer o presépio comigo.

 

17822325_ftYbr.jpeg

 Este padeiro com o seu forno e a igreja do lado esquerdo são duas das minhas figuras preferidas do presépio do meu avô. Hoje em dia continuo a comprar figuras mas já não são tão perfeitas como estas que devem ter uns 50 anos.

Filme De Natal - Vaiana -19 Dias Para a Véspera de Natal

Já andava a falar do filme com a nossa querida Sou Mais Eu que tinha ido à ante-estreia e disse-lhe que a minha vontade de ver o filme era nenhuma. Um filme passado na praia para a época de Natal parecia-me bastante desenquadrado. (Eu embirro com coisas parvas, eu sei). Mas também já lhe tinha dito que desconfiava que ia ser arrastada pelas minhas sobrinhas para o ver e assim foi.

 

1444317349_787548_1444414255_noticia_normal.jpg

 

E adorei. Não vou me alongar, só vou dizer que há muito que não via um filme tão divertido, sobretudo à custa do galo, e a mensagem é fabulosa. Nada como celebrar a importância da nossa Terra Mãe, a natureza.

E como já confessei à nossa colega de blog acima mencionada, adorei uma heroína da Disney com perna grossa como eu .

 

Vá...com filhos, sobrinhos, amigos ou sozinhos vão ver a Vaiana e o fabuloso

 

moana-20161584.jpg

Que é considerada a mascote mais idiota da Disney até hoje.

 

P.S. - E a curta-metragem animada inicial é dedicada aos adultos e é fabulosa 

Mercados de Natal - 21 dias Para a Véspera de Natal

Como já tinha dito, nesta altura ainda não tenho prendas compradas, só vou começar a pensar nisso por estes dias.

 

E uma das maneiras que me dá mais gozo de fazer compras é percorrer os mercados de Natal, olhar para a oferta e se gostar de alguma coisa que me faça lembrar alguém, compro (se o preço for razoável,claro está).

 

Para quem mora na região de Lisboa aqui ficam algumas sugestões.

 

No CCB - este ano vai haver o mercado "normal" amanhã, 4 de Dezembro e uma edição especial Natal dia 18 de Dezembro.

 

No Campo Pequeno - Para a sexta edição do mercado, estão garantidos mais de 100 projetos de artesanato e design. A Second Chance vai estar no primeiro andar com artigos em segunda mão - Até amanhã das 11h30 às 19h30 - entrada 1 euro.

 

FIL- Natalis 2016 - Reúne no mesmo sítio um Mercado do Chocolate, Outlet e Mercado de Natal. Há expositores com artigos de vestuário, produtos gourmet, decoração, brinquedos ou perfumaria. De 7 a 10 de Dezembro das 15 às 23h (domingo só até às 21h) - entrada €2,50, dia 7 é gratuita.

 

Jardim da Estrela - a Crafts & Design tem uma edição especial de Natal todos os fins-de-semana de dezembro.

 

Não são anunciados como "Mercados de Natal mas gosto de ir ao Mercado da Praça de Figueira que tem artesanato, comes, bebes, vinho quente e fica ali ao lado da Confeitaria Nacional onde para mim há as melhores fatias de bolo-rei .

Já reparei também numas barraquinhas no Miradouro de São Pedro de Alcântara, e tenho esperança que a câmara de Lisboa ainda organize os mercadinhos no Rossio, Praça do Município e Terreiro do Paço.

 

Através deste Link podem ficar a conhecer 34 mercados por todo o país ( outros em Lisboa, Cascais, Montijo, Colares, Porto, Coimbra)

 

110.jpg

 Foto Documentar o Mundo

Sugestão de Leitura - 23 dias para a Véspera de Natal

Ora está-me cá a cheirar que até dia 25 este blog vai entrar em edição especial e será dedicado exclusivamente a assuntos natalícíos .

 

Para começar, aqui fica uma sugestão de leitura levezinha para esta quadra. 

 

Descobri os livros desta autora, Trisha Ashley, há dois anos e foi com um livro que não podia ser mais natalícío.

 

image (1).jpg

 

Estes livros têm sido editados perto do Natal e são comédias românticas ao estilo do filme "O Amor Acontece". Passadas em Inglaterra, são daquelas leituras levezinhas mas não completamente tolinhas que sabem bem ler quando estamos enroladas no sofá, em dias de chuva e frio, a beber chá com os gatos ao colo.

 

image.jpg

 

Já foram editados cinco e acho sobretudo piada ao facto de embora os livros não serem sequelas, estarem interligados. Os enredos passam-se sempre na mesma zona e de uns para outros vamos seguindo as personagens por alto, ficando a saber o que se passou no pós-livro.

 

500_9789897416323_um_conto_de_inverno.jpg

Este foi o livro editado este ano mas por acaso é o mais antigo de todos. Já tinha lido menções a estas personagens nos livros anteriores.

 

Aviso que são deliciosos. Chocolates e outras iguarias são temas bastante abordados.

Retiro o Que Disse

ou não retiro, não sei.

 

Declarei no outro dia que já andava com espírito natalício mas o meu espírito de Natal, é um sentimento quase infantil do Natal se estar a aproximar, é o cantarolar de músicas natalícias e a alegria de ver as cidades a ficarem decoradas e mais iluminadas.

 

Mas...ainda estamos em Novembro.

 

Quando recebo um telefonema de um tio num sábado de manhã a perguntar o que comprei para a minha mãe para ele não dar igual, eu só me apetece responder: Nada, porra, ainda estamos em Novembro.

 

Quando querem marcar um jantar de Natal a 1 de Dezembro eu penso: Mas falta quase um mês, ainda não parece Natal.

 

Quando vejo sonhos, rabanadas, bolos-reis e afins nas pastelarias e perguntam-me se não quero, desta respondo mesmo: Não. Se não quando chegar o natal já vou estar enjoada (a empregada não ficou lá muito feliz com a resposta).

 

Lamento, embora esteja em pulgas por o Natal estar a chegar, nem sequer estamos em Dezembro. Por aqui ainda não há decorações, nem prendas, nem sobremesas natalícias.

 

Em casa dos meus pais e avós sempre decorámos a casa no dia 8 de Dezembro seguindo a tradição católica portuguesa.

 

Também só começo as compras a partir daí, gosto de ter a casa atulhada o menos tempo possível (e além disso um ano em que comprei mais cedo, depois descobri coisas que tinha comprado em promoção duas semanas antes do Natal)

 

Filhós e rabanadas é mesmo fritar, com a avó e com a mãe, e comer na véspera de Natal.

 

Não gosto nada de despachar só por que tem de ser. É mesmo fazer no tempo certo se não já nada sabe a nada.

 

Hoje ainda é Novembro, amanhã logo começo a pensar nisso.

 

 

Monstros Fantásticos e Onde Encontrá-los

Confesso que fui uma fã tardia do Harry Potter (e o tardia é referente à minha idade ).

 

Mas falando deste novo filme com ligeiras ligações a essa saga, para começar digo já que gostei.

 

Tinha lido que era um filme negro, ao género dos últimos filmes da saga Harry Potter mas confesso que a primeira parte estava-me a deixar com sono. Muito infantil e um pouco chata (sim, pronto, se calhar eu é que já não tenho idade para ver estas coisas) mas a segunda parte foi o prometido e saí de lá agradada.

 

Confesso que quem não me convenceu foi o personagem principal, as críticas diziam que era muito mais carismático que o Harry Potter, para mim achei demasiado caricatural.

Mais do que um personagem excêntrico parecia-me alguém que de repente se ia por em posição fetal a abanar-se caso alguém falasse mais alto. Nem herói, nem anti-herói, só vi mesmo uma caricatura levada ao extremo de alguém sensível. A cena do acasalamento foi o mais exagerado.

 

De resto, o universo dos filmes do Harry Potter manteve-se embora passado num ambiente mais realista, a cidade de Nova-Iorque, e o enredo prende ao grande écrã.

 

Adorei sobretudo o casal secundário, simples mas fabulosos e os irmãos órfãos, assustadores.

 

Não tendo um livro de suporte, confesso que andei um pouco à deriva, não se percebe bem quem é aquele personagem que se revela no final e qual o peso dele naquilo tudo. Aparecem uns jornais no início para elucidar mas achei pouco para o peso que teria no final.

Também não se percebe bem o papel do magnata e dos seus dois filhos que acabam por perder toda a importância com o desenvolvimento da história.

 A única coisa que estas personagens me deram a entender é que possivelmente este filme terá sequela.

 

Contudo recomendo o filme.

 

072693.jpg-c_215_290_x-f_jpg-q_x-xxyxx.jpg

 

 

Obras em Lisboa

Ando há meses a praguejar, a maldizer, a ser bastante mal-educada em pensamentos devido às obras no Cais.

 

Mas...

 

esta sexta percebi as obras de Lisboa. 

 

A rua do Arsenal com passeios largos ladeados por pilares de segurança. Gosto...

 

Gosto mesmo muito .

Hoje é Dia de Sofá, Pipocas e Girls

Uma tarde de gajas a falar e a comer pipocas? Não é isso.

 

Domingo é dia de ir a casa dos pais. Para além da comida reconfortante da vovó e da mamã, nada como tirar partido da Neteflix.

 

Já imagino o sofá, a manta...e

 

Pipocas.JPG

 Pipocas - Um dos gato dos meus pais que só me vê uma vez por semana mas não me larga. É sempre a minha companhia das tardes de domingo no sofá. 

 

 

Gilmore_Girls_Netflix_Poster.jpg

 As Girls - Finalmente acabou a contagem decrescente. Estava a ver que não . Saudades desta dupla.